sábado, 30 de outubro de 2010

Outono..


Caro leitor (a)

Alguns leitores já terão ouvido falar das depressões de Outono ou, pelo menos, do facto de algumas pessoas associarem o aparecimento do mau tempo a uma certa tristeza e melancolia. Os mais cépticos estranharão a associação e dirão até que há quem se deprima “por tudo e por nada”. Afinal, onde está a verdade?
Qualquer profissional de Saúde Mental conhece a correlação. Há pacientes que descrevem uma agudização da sintomatologia depressiva aquando da mudança de estação. Não se trata “apenas” de melancolia, mas de uma alteração substancial do estado emocional, corroborada por diversas investigações. Os sintomas incluem tristeza persistente, sensação de vazio, incapacidade de sentir satisfação, fadiga, perturbações do sono e do apetite que levam muitas pessoas a necessitar de conselho e acompamnhamento médico.

Não é o meu caso, gosto do Outono e nele me retiro, retempero forças e energias para a Primavera e Verão. Resguardo-me no seu silêncio e procuro entrar num estado de reflexão pessoal sobre tudo o que me rodeia. 

Numa das minhas estadias à volta da lareira debaixo do tecto, onde ouvia o vento, o estalar do lume e a chuva a cair, acompanhado de um bom vinho alentejano e frutos secos, abstrai-me do mundo e da sociedade, pensava em projectos pessoais e profissionais, desejos e aspirações, balanços e perspectivas, constragimentos e frustrações, fiz uma restrospectiva do ano e fiquei com uma imensa vontade de trilhar novos caminhos e objectivos, rumos, rotas e sonhos.  
Ao longo deste ano aprendi com ele que a maior aventura de um ser humano é viajar e a maior viagem que alguém pode empreender é para dentro de si mesmo. O modo mais emocionante de realizá-la é ler um livro, pois um livro revela que a vida é o maior de todos os livros, mas é pouco útil para quem não souber ler nas entrelinhas e descobrir o que as palavras não disseram... Nesta reflexão percebi algumas entrelinhas e delas farei a lição para 2011.

Fotografia tirada daqui!


    

domingo, 24 de outubro de 2010

Wii, Shii e Ifode

Caro(a) Leitor(a)

Depois da Wii ter entrado no mercado dos videogames, originando acesas discussões entre homem e mulher no acesso à televisão e respectivo sofá, chegou a vez de as mulheres terem uma consola só para si depois da invenção do Ifhode. Este novo equipamento é para a mulher que já está cansada daqueles jogos chatos do WII, fabricados com o único intuito de agradar o universo masculino: chegou então o SHII, uma versão 100% feminina e totalmente adaptada as peculiaridades do fantástico universo feminino.



Shii - The Wii For Women - Watch more Funny Videos

sábado, 23 de outubro de 2010

Plano de Estabilidade Bloguática 1

Caro leitor(a)

Não é só o governo que pode adoptar medidas de austeridade... A partir de hoje este Blog tomou a decisão de adoptar um Plano de Estabilidade Bloguática 1 com o objectivo de interditar o acesso ao Blog Praça da República a partir do seu menú depois do duas boletas e um chaparro, EDIA e C.M.Beja o terem feito. 
Esta situação prende-se pelo facto do referido Blog ser um contributo para o agudizar da crise porque todos passamos, manifestada pelo apoio do seu autor ao Sr. Pedro Passos Coelho e seu partido o PSD, bem como, pelo seu anti-comunismo primário, retrógado e doentio, procurando desta forma desviar as atenções das responsabilidades politicas assumidas pelo seu partido ao longo destes anos todos que levaram a esta situação actual.  

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Plantel mais caro de Portugal*

Não "jogam" nada; esbanjam as oportunidades; ganham demasiado para aquilo que produzem; e a cláusula de rescisão é elevadíssima! E ainda roubam o próprio clube.

E ainda..... a lista dos suplentes...

(PODE NÃO PARECER, MAS SÃO VALORES MENSAIS!!!!....)

- Mata da Costa: dos CTT, 200.200 Euros
- Carlos Tavares: CMVM, 245.552 Euros
- Antonio Oliveira Fonseca: Metro do Porto, 96.507 Euros
- Guilhermino Rodrigues: ANA, 133.000 Euros
- Fernanda Meneses: STCP, 58.859 Euros
- José Manuel Rodrigues: Carris 58.865 Euros
- Joaquim Reis: Metro de Lisboa, - Luís Pardal: Refer, 66.536 Euros
- Amado da Silva: Anacom, Autoridade Reguladora da Comunicação Social, ex-chefe de gabinete de Sócrates, 224.000 Euros
- Faria de Oliveira: CGD, 371.000 Euros
- Pedro Serra: AdP, 126.686 Euros
- José Plácido Reis: Parpública, 134.197 Euros
- Cardoso dos Reis: CP, 69.110 Euros
- Vítor Santos: ERSE, Entidade Reguladora da Energia, 233.857 Euros
- Fernando Nogueira: ISP, Instituto dos Seguros de Portugal, 247.938 euros (este não é o ex-PSD que se encontra em Angola !! )
- Guilherme Costa: RTP, 250.040 Euros
- Afonso Camões: Lusa, 89.299 Euros
- Fernando Pinto: TAP, 420.000 Euros
- Henrique Granadeiro: PT, 365.000 Euros
E ainda faltam as Estradas de Portugal, EDP, Brisa, Petrogal, todas as outras Observatórios e reguladoras ... Vilanagem É um fartar enfim! E pedem contenção!!
Imaginem o que é pagar um Subsídio de férias ou de Natal a estes senhores:''Tome lá meu caro amigo 350.000 € para passar férias ou fazer compras de Natal''.
E pagar-lhes esta reforma ... É no mínimo imoral e no máximo corrupção à sombra da lei ... Até porque estes cargos não são para técnicos, Mas são de nomeação política. É isto que lhes retira toda e qualquer credibilidade junto do povo e dos quadros técnicos.

Nota: Estava a pensar postar sobre a Vinipax mas depois de ver isto no Blog "Beja Hoje" não fiquei em condições psicológicas de falar sobre tal acontecimento. Farei assim que recuperar de tamanho choque! 
*Post reitrado do blog Beja Hoje

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

A crise é mágica!



Mentiu com habilidade,
fez quantas mentiras quis;
agora fala verdade
ninguém crê no que ele diz.

Entre grandes e pequenos
Ficávamos quase iguais
Dando a uns pouco menos
E a outros um pouco mais.

Vós que lá do vosso império
prometeis um mundo novo,
calai-vos, que pode o povo
querer um mundo novo a sério.

António Aleixo, "Este livro que vos deixo"

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Um filme para si!



Remember me traz a história de dois jovens, Tyler Roth e Ally Craig, vividos por Robert Pattinson e Emilie de Ravin. Tyler e Ally, não têm nada em comum um com o outro, a não ser a dor de terem perdido seus entes queridos de forma trágica.

Tyler Roth, é um estudante da New York University, que tem um amor absoluto pelo irmão Michael, morto em 1993. Agora sua única prioridade é cuidar de sua irmã caçula, que se chama Caroline. Charles Roth, pai de Tyler e Caroline, é um homem de negócios e é muito rico, mas não liga muito para eles. Diane, mãe deles, é dedicada e carinhosa com seus filhos. Ela se separou de Charles e um tempo depois, se casou com Les Hirsch.
Ally Craig, também é uma estudante da New York University, e é uma garota muito estudiosa. Seu pai é o Sargento Craig, um homem muito respeitado por todos a sua volta. Ele é um pai carinhoso e extremamente cuidadoso com sua filha. A morte da mãe de Ally trouxe muito sofrimento para eles, uma perda irreparável, que o tempo nunca irá apagar.
Mas a vida reserva algo surpreendente para estes dois jovens. Um amor inesquecível, que marcará para sempre suas vidas.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Recepção ao Caloiro do IPB!

Hoje ao ver a Recepção ao Caloiro do IPB começar, recordo com nostalgia todos os momentos que passei nesta instituição enquanto aluno e dirigente associativo. Muitas foram as amizades criadas e que hoje mantenho com muita estima. Para além do curso em que me formei fiz parte da escola associativa do IPB e dela retiro uma experiência única e envolvente que um grupo de carolas das 4 escolas ousou levar a cabo. Como alguns já me disseram, no nosso tempo aquilo é que foi ousamos sonhar e sonhamos! Foram muitas as reuniões, plenários, RGA´s e manifestações com as quais estivemos solidários, foram as vigilias realizadas e as reuniões nacionais de estruturas estudantis de outras escolas (ENDAS e FNAEESP) em que participamos, foram os abaixos assinados e as tomadas de posição por causa do RJIES e de Bolonha, entre tantas outras e importantes causas, tudo para concretizar o papel a que o movimento associativo está confinado, elevar a consciência dos alunos sobre os seus problemas concretos e os da instituição, defendendo os seus interesses e lutando por objectivos comuns. 
A recepção ao caloiro e semana académica foram dois dos eventos que aquando da nossa intervenção em 2005, estavam ambos sem dinheiro, sem inovação e reconhecimento na cidade. Reunimos para criar uma comissão organizadora com representatividade entre as 4 A.E´s, discutimos figurinos, arranjamos patrocinadores, mudamos o local para onde se realiza actualmente, criamos parcerias, regateamos com agentes de bandas, fidelizamos os patrocinios com mais peso e ousamos sonhar porque Beja merecia e merece ser uma cidade académica! Uma das preocupações de então foi garantir a sua estabilidade financeira, pois dois projectos como estes, teriam que ser auto suficientes na medida em que os apoios que o patrocinam são insuficientes para não dizer irrisórios quando comparados com o que existe em outras recepções e semanas académicas.  A medida tomada para garantir tal sustentabilidade foi o de criar duas contas distintas, uma para a Recepção ao Caloiro e outra para a Semana Académica, com muita astúcia e alguma forreta à mistura fomos juntando o dinheiro de edição para edição. Hoje é bom recordar e ver que o trabalho de gerações anteriores, perdura e continua, afirma-se e confirma que o nosso projecto e trabalho teve e tem mérito! Muitos parabéns a todos! Até lá vou visitá-los está garantido!  

domingo, 10 de outubro de 2010

Ela anda ai!

Caro leitor (a)
Não sei se o constipado faz parte do seu dia-a-dia ultimamente ou o que pensa acerca deste estado de saúde que interfere na boa disposição das pessoas. O que é certo é que estou quase a morrer. Reuni as forças que me restavam para escrever só mais um post antes de entregar o nariz ao criador. Apanhei uma constipação fortíssima e nos últimos dois dias tenho andado a perseguir o meu próprio ranho. Já esgotei os guardanapos, recorri ao papel higiénico por ser uma questão de emergência e não consigo dar conta disto. Para além de tudo e como senão bastasse estou com tosse e congestão nasal, querer respirar pelo nariz e não conseguir, dormir de boca aberta como um velho é algo que me irrita profundamente, me deixa de mau humor e que não suporto. Resisti dois dias a ver se isto ia lá sem medicação, apenas com chá e mel, iludi-me e cai na realidade, gastei 18.50€ em medicação e agora aguardo com expectativa o resultado.

Confesso que tenho pouca tolerância psicológica para estas bactérias. Aquele tipo de intolerância que as mulheres costumam definir como «os homens são mesmo uns mariquinhas nestas ocasiões». Calúnias, digo eu! Sou um desgraçado. Ando aqui que não me aguento: corpo mole e dorido, sem vontade de fazer nada, arrastando-me na esperança de que o dia de amanhã seja suficiente para melhorar porque segunda-feira é dia de trabalho. Trabalho? Estou feito.

sábado, 9 de outubro de 2010

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

PS = Partido dos palhaços?





Caro Leitor(a)

Depois de ter visto algumas vozes cá da praça comentar o uso da palavra Palhaço no combate politico, fiquei deveras intrigado e indignado, tendo em conta que o mesmo termo é utilizado pelos pesos pesados da nossa elite politica! O curioso é que os politicos chamados de PALHAÇOS  são sempre do Partido Socialista...  Depois de tudo isto só me apetece dizer que o nosso municipio parece mais um circo e o Sr. Pulido o Palhaço Pinocrates! e esta hein?..


Adenda: Devo dizer que não tive acesso ao conteúdo da reunião de Câmara que originaram a utilização do termo palhaço, no entanto o que se poderá chamar a um presidente que ao afirmar após a vitória autárquica querer dar os pêsames ao seu adversário politico, afirmar que a democracia chegou a Beja, afirma que os trabalhadores comunistas boicotam o trabalho do executivo e são pouco profissionais, retira propaganda politica sem qualquer suporte legal, entre tantas outras façanhas dignas de um Presidente 100 Pilares?
Duas notas, a primeira é que há de facto várias expressões da gíria popular que poderiam caracterizar a actuação deste executivo ou de outro com inércia total, não com isto, defender que os mesmos termos possam ser passados para o combate politico, por muito que o tal presidente goste de espicaçar e provocar como o demonstra publicamente com declarações e algumas atitudes como as que referi entre outras. A segunda nota é que da mesma forma que o presidente da CMBeja se deveria retractar publicamente pelas declarações que fez enquanto presidente de um municipio assim deve o Vereador Miguel Ramalho retractar-se do que disse e nada mais. A demissão é algo que alguns, incluindo o nosso presidente, desejaria e deseja ardentemente.
Já agora e sabendo que as reuniões e consultas das actas das reuniões da CMBeja são públicas e podem ser consultadas pela população, é de estranhar que tal gravação da reunião com o excerto da palavra palhaço, foi propositadamente publicado no youtube e alvo de grande destaque na Radio Pulido.
Creio que o Vereador Miguel Ramalho não precisa dos meus conselhos, mas fica apenas a sugestão de que se mantenha atento e cauteloso pois eles não olharão a meios para atingir os seus fins!
    

domingo, 3 de outubro de 2010

O que descobri hoje..
















Caro leitor(a)

Hoje ao pesquisar as ferramentas aqui do dito cujo, descobri duas coisas interessantes... A primeira é que posso vir a ganhar uns tostões com o Blog, não que seja muito, mas por causa do PEC já não olho a meios para atingir fins.
A segunda é que este Blog teve 2295 visitas até ao dia de hoje, o que não é mau olhando à porqueira que aqui escrevo.
Outra dado relevante e que não está desligado do nome deste Blog, é que do número de visitas cerca de 300 são beldades brasileiras :) Obrigado pela vossa visita

E assim vai o futebol, a Politica, a justiça e o país!



Nota: Se gostava de ouvir as do caso Freeport e Casa Pia...

sábado, 2 de outubro de 2010

Mário Soares quer uma sociedade sem classes e o Durão Barroso a Luta operária!




Do lado de dentro...



Do lado de dentro
de cada um de nós,
é sempre mais fácil abrir a porta do nosso interior!
O dificil é permitir a invasão de um espaço há muito fechado e guardado
em que as emoções recalcadas do tempo se podem transformar
em manifestações incompreendidas!

Grão com todos é na Vila Azedo!

Caro Leitor(a)

Qualquer semelhança ao festival das francesinhas no Porto é pura ilusão! Este é o Festival do Grão! Programa aqui

Adenda: Se for ao Festival do Grão e participar no Concurso seja discreto... Não faça barulho!