quarta-feira, 12 de maio de 2010

Mensagem para um amigo finalista!

Caro leitor(a)
Decidi publicar o texto escrito numa fita para um amigo que concluiu o seu curso de enfermeiro, pois tanto quanto sei ele está em risco de não estar na Benção da sua Pasta por causa da maldita nuvem vulcânica que não arreda pé do nosso espaço aéreo. Assim sendo de Beja para ti meu rapazito, que pairas em terras de fumo aqui vai o meu testemunho:
Caro amigo
Fico feliz por te ver concluir o curso e de ser teu amigo. Foi a vida académica que nos proporcionou a amizade que hoje temos . Beja perde o estudante mas o País ganha um enfermeiro do mais alto nivel "Hardcoreano", não tenho dúvidas que o Serviço Nacional de Saúde nunca mais será o mesmo depois da tua entrada, mas estou feliz por ti e fico feliz por ti! Sei que poderias passar sem uma fita minha, mas não era a mesma coisa pois não?...
Um abraço do teu sempre amigo, muitas felicidades e ai na Holanda toma tino na "Cabeça"!

1 comentário:

  1. Camarada! já nem me lembrava! ainda bem que enviaste sms outra x! tenho muito para ler (para além da fita, obrigado claro). É bom conhecer o mundo... conhecer pessoas diferentes e culturas diferentes! Mas o melhor de tudo (não pelo lado mau, de ter que deixar tudo para trás por algo melhor), é conhecer os nossos fora da nossa terra... Ouvir como vieram, e perceber como ficaram... Perceber que somos vencedores e sabemos vingar! Apreciar pequenas coisas que nem ligamos, mas que fazem parte de nós enquanto cultura, a Bica, o pastel de nata, a bifana, a cerveja! É verdade... fazem-nos acreditar que não somos suficientemente bons... estamos na cauda dizem ELES (por mil e uma razões a apontar ao zé povinho)... FAZ-LHES falta saber o que custa perder estas coisas todas... Cá fora todos nos apreciam! de "cima a baixo"... dizem que somos gentis, bondosos, bonitos, vividos... boa comida, bom tempo, um país lindo! Eu sinto tudo isso estando longe ou ai... Não dou nem mais nem menos valor, sinto só aquela palavra que é só nossa(saudade), Porque o valor tenho para dar e vender, ao contrário de quem está por cima e não sabe o que é ser-se e sentir-se PORTUGUÊS.

    Um grande abraço

    ResponderEliminar